Concursos

Publicidade

Concursos Recentes - Civis e Militares

Informações sobre Concursos Militares

     Abaixo, reunimos (texto compilado em 2018) as principais informações sobre os principais concursos militares para os quais preparamos. Dos que estão dentro do nosso escopo de preparação e não foram mencionados, vale citar a Escola de Aprendizes de Marinheiros, o concurso para o Corpo de Soldados Fuzileiros Navais e a ESAEX (Escola de Administraçao do Exército), para a qual já obtivemos excelentes resultados na preparação de professores (magistério em matemática)  para o acesso à carreira de oficial do Exercito. A informação está organizada por escolaridade exigida para acesso e por tipo de concurso (sargentos, cadetes, engenheiros etc).

     A preparação de alunos comuns requer de 1 a 2 anos, que podem ser feitos através de nossos cursos específicos para o aceso a estas escolas ou através de um programa e preparação continuada.

   

Para entrar em contato conosco, ligue 2549-0678 ou nos escreva clicando aqui .

 

 

Escola Preparatória de Cadetes do Ar – EPCAR (Barbacena-MG)
CPCAR - Curso Preparatório de Cadetes do Ar
Inscrições: Previstas para maio.
Provas: Normalmente em julho/agosto.
Escolaridade: Ensino Fundamental.
Duração: 3 anos (Ensino Médio)
Sexo: Ambos (no edital abaixo, 160 para o sexo masculino e 20 para o feminino)
Idade: Não ter menos de 14 (quatorze) anos nem completar 19 (dezenove) até 31 de dezembro do ano da matrícula (conforme alínea “a”, inciso V, Art. 20 da Lei nº 12.464)
Provas: Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Redação.
 
 
Fases do Exame de Admissão 
a) Exame de Escolaridade (provas escritas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Redação);
b) Inspeção de Saúde (INSPSAU);
c) Exame de Aptidão Psicológica (EAP);
d) Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF); e 
e) Validação Documental.
 
 
Colégio Naval (Av. Marquês de Leão - Centro, Angra dos Reis - RJ)
 
Profissões: Não é preciso ter experiência profissional, basta ter o ensino fundamental completo.
Escolaridade: Ensino Fundamental.
Sexo: masculino.
Principais requisitos:
Ser brasileiro nato;
Ter 15 anos completos e menos de 18 no dia 1º de janeiro do ano do curso;
Ter concluído o 9º ano do Ensino Fundamental ou estar em fase de conclusão;
Não ser casado ou ter constituído união estável, permanecendo assim durante todo o período em que estiver no Colégio Naval;
Ser do sexo masculino;
Ter idoneidade moral e bons antecedentes para a situação de futuro oficial da Marinha;
Estar em dia com as obrigações civis e militares.
 
 
Inscrições: Normalmente, em fevereiro/março.
Provas: Normalmente, em maio e setembro.
Regime: Internato.
Duração: Três anos.
Etapas do Concurso:
1) Prova objetiva com 20 questões de Matemática e 20 de Inglês na primeira fase. Na segunda etapa, haverá 20 questões de Português, 12 de Estudos Sociais, 18 de Ciências e uma Redação. (eliminatória e classificatória);
2) Eventos Complementares eliminatórios constituídos de:
a) Inspeção de Saúde (IS); e
b) Teste de Aptidão Física (TAF);
 
Curso de Formação composto de:
a) Período de Adaptação (eliminatório);
b) Verificação de Documentos (eliminatório);
c) Avaliação Psicológica (eliminatório); e
d) Curso de Formação propriamente dito (eliminatório e classificatório).
 
Provas a serem realizadas:
Provas objetivas
Serão cobradas 20 questões de Matemática e 20 de Inglês na primeira fase. Já a segunda contará com 20 questões de Português, 12 de Estudos Sociais, 18 de Ciências e uma Redação.
 
Redação
A Redação  vale 100 pontos com pelo menos 20 linhas contínuas e máximo de 30, sendo descontados cinco pontos por cada linha não preenchida ou preenchida em excesso.
 
Na correção, são consideradas a Estrutura e Conteúdo (50 pontos), sendo Coesão e Coerência, com até 30 pontos, Título e Assunto, com até 20 ponto.Já em Expressão, serão até 50 pontos.
São corrigidas as Redações dos candidatos com as maiores médias nas provas escritas até o limite de três vezes o número de vagas, considerando os empates na última posição. Quem tirar menos que 50 é eliminado.
 
Eliminação das provas:
Serão considerados eliminados os candidatos que, em qualquer fase, obtiverem nota inferior a 50 numa escala de 0 a 100 em cada disciplina ou na Redação.
O Colégio Naval é um estabelecimento de ensino médio da Marinha do Brasil, sediado em Angra dos Reis, no Estado do Rio de Janeiro. A sua proposta é preparar os alunos para ingressarem na Escola Naval, instituição de ensino superior onde são formados oficiais da Marinha. Por conta disso, o curso no Colégio Naval é conhecido como Curso de Preparação de Aspirantes.
 
 
O Curso de Formação: 
 
Após serem aprovados na Prova Objetiva, no Teste de Aptidão Física e na Inspeção de Saúde, os candidatos entram no Período de Adaptação, em regime de internato, com duração de três semanas, podendo sair para visitar a família após a primeira. Terminada essa etapa, os rapazes se formam e recebem platinas de alunos do Colégio Naval.
 
Passada a Adaptação, é iniciado o Curso de Preparação de Aspirantes, com duração de três anos. Durante esse tempo, os alunos estudam disciplinas do Ensino Médio, recebem instruções militares e são custeados com uma bolsa auxílio de R$989,00 (2018), além de receberem diversos benefícios, tais como alojamento, alimentação, ajuda para aquisição de uniformes, assistência médico-hospitalar, entre outros.
 
O regime é o internato, tendo os finais de semana livres, quando não estão de serviço. É preciso que os alunos sejam aprovados para serem aproveitados no primeiro ano da Escola Naval sem a necessidade de fazer concurso externo.
 
Plano de Carreira:
O Colégio Naval é a porta de entrada para aqueles que pretendem ser oficiais da Marinha do Brasil. Enquanto aluno, durante os três anos que estiver cursando, o estudante é considerado Praça Especial, tornando-se aspirante somente na Escola Naval (ensino superior). No quinto ano na Escola Naval, que compreende Estágio e Viagem de Instrução, torna-se Guarda-Marinha e no retorno ao Brasil passa a ocupar o posto de Segundo-Tenente.
 
A carreira de oficiais na Marinha compreende os seguintes postos: Segundo-Tenente, Primeiro-Tenente, Capitão-Tenente, Capitão de Corveta, Capitão de Fragata, Capitão de Mar e Guerra, Contra-Almirante, Vice-Almirante e Almirante de Esquadra.
 
Os oficiais de carreira são distribuídos por Corpos; dentro de um mesmo Corpo, por Quadros e, dentro de um mesmo Quadro, pelas respectivas escalas hierárquicas.
 
Benefícios Durante o Curso:
Bolsa-auxílio de R$989,00 mensais (2018), curso totalmente gratuito, alojamento, alimentação, ajuda para aquisição de uniformes, assistência médico-hospitalar e alimentação.
 
Benefícios da Carreira Naval:
Perspectiva de crescimento profissional ao longo da carreira; 
Bom ambiente de trabalho;
Plano  de  carreira  bem  definido,  com  possibilidade de  ascensão  contínua  com  aumento  de salários proporcionais; 
Estabilidade;
Ingresso sem exigência de experiência anterior;
Salário inicial compatível com o mercado;
Salários indiretos e benefícios, tais como:
Transferências remuneradas;
Possibilidade de moradia quando fora da cidade do Rio de Janeiro;
Assistência   médico-hospitalar   para   si   e   para   seus   dependentes   em   instalações exclusivas da Marinha;
Instalações    sociorrecreativas    para    si    e    seus    dependentes, mediante pequena mensalidade;
Ajuda para aquisição de uniformes; 
Alimentação;
Proventos semelhantes aos da ativa quando estiver na reserva.
 

Escola de Especialistas de Aeronáutica – EEAR (Guaratinguetá-SP)

CFS - Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica
Normalmente, são 2 concursos por ano.
Inscrições: Previstas para fevereiro/março e julho/agosto.
Exames: maio/junho e outubro/novembro
Duração: 02 anos
Escolaridade: Ensino Médio
Sexo: Ambos (no edital de 2019, mulheres só disputam as opções 3 e 4, ou seja, 134 vagas de um total de 227).
Idade: Não ter menos de 17 (dezessete) anos e nem completar 25 (vinte e cinco) anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula. (conforme alínea “h”, inciso V, Art. 20 da Lei nº 12.464)
Provas:Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Física
 
 
Fases do Exame de Admissão 
a) Exame de Escolaridade (provas escritas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Física);
b) Inspeção de Saúde (INSPSAU);
c) Exame de Aptidão Psicológica (EAP);
d) Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF); e
e) Validação Documental.
 
 
Escola de Sargentos das Armas - ESA (Combatentes/Aviação)
Escola de Sargentos das Armas
Escola de Sargentos de Logística
Centro de Aviação do Exército
 
Inscrições: normalmente em maio/junho.
Provas: normalmente em setembro/outubro.
Escolaridade: Nível Médio.
Sexo: Ambos (de acordo com o edital abaixo, para música e saúde, ambos os sexos disputam as mesmas 100 Vagas; para aviação/geral, as mulheres disputam 100 das 1000 vagas).

Alguns Requisitos:

  • ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • sexo masculino ou ambos os sexos (somente para a área de Saúde e Música);
  • ter no mínimo 17 e no máximo 24 anos de idade ou 26 anos para as áreas de saúde e música. Todas as idades serão referidas a 31 de dezembro do ano da matrícula;
  • ter concluído o Ensino Médio, ou concluí-lo até a data da matrícula.
As inscrições ocorrem, anualmente, nos meses de maio, junho e julho. O concurso compõe-se de: exame intelectual, inspeção de saúde e exame de aptidão física.
 
 
A Escola de Sargentos das Armas (EsSA), localizada na cidade de Três Corações, MG é, atualmente, o estabelecimento de ensino do Exército Brasileiro destinado exclusivamente à formação de Sargentos Combatentes de carreira, das armas de infantaria, cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações.
 
A EsSA utiliza dois campos de instrução nas atividades de formação do aluno, o do Atalaia e o Campo de Instrução General Moacir Araújo Lopes que distam do aquartelamento cerca de 04 e 42 Km, respectivamente.
 

Escola: Academia da Força Aérea – AFA (Pirassununga-SP)

CFOAV - Curso de Formação de Oficiais Aviadores da Aeronáutica
CFOINF - Curso de Formação de Oficiais de Infantaria da Aeronáutica
CFOINT - Curso de Formação de Oficiais de Intendentes da Aeronáutica
Inscrições: Previstas para março ou abril
Exames: Normalmente, em junho ou julho. 
Duração: 04 anos
Sexo: Ambos (para infantaria, apenas homens, de acordo com editais abaixo).
Escolaridade: Nível Médio.
Idade: Não ter menos de 17 (dezessete) anos nem completar 23 (vinte e três) anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula. (conforme alínea “b”, inciso V, Art. 20 da Lei nº 12.464).
Provas: Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática, Física e Redação.
 
Fases do Exame de Admissão: 
a) Exame de Escolaridade (provas escritas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática, Física e Redação);
b) Inspeção de Saúde (INSPSAU);
c) Exame de Aptidão Psicológica (EAP);
d) Teste de Aptidão à Pilotagem Militar (TAPMIL) – somente para os candidatos que optaram pelo CFOAV e obtiveram a menção APTO na INSPSAU e no EAP;
e) Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF); e
f) Validação Documental.
 
Editais de 2018:
 
 
Escola Naval (Av. Alm. Silvio de Noronha, s/nº - Castelo, Rio de Janeiro - RJ)
 
Profissões: Não é preciso ter experiência profissional, basta ter o ensino médio completo.
Escolaridade: Ensino Médio.
Inscrições: Normalmente, fevereiro/março.
Exames: Normalmente, maio e setembro.
Sexo: Ambos (18 para homens e 12 para mulheres, essas úmtilas somente no corpo de intendentes, de acordo com o edital abaixo).
 
 
Principais requisitos:
Ser brasileiro nato ou naturalizado;
Não ser casado(a) ou não ter constituído união estável e não ter filhos, assim permanecendo durante todo o período em que estiver sujeito aos regulamentos da Escola Naval;
Ter 18 anos completos e menos de 23 no dia 1º de janeiro do ano do curso;
Ter concluído o Ensino Médio ou estar em fase de conclusão;
Ambos os Sexos;
Ter idoneidade moral e bons antecedentes;
Estar em dia com as obrigações civis e militares.
 
Etapas do Concurso:
 
1) Prova Objetiva com 40 questões distribuídas por Matemática e Física na primeira fase (eliminatória e classificatória) e Português, Inglês e Redação na segunda fase (eliminatória e classificatória);
 
2) Eventos Complementares (eliminatórios) constituídos de: 
a) Inspeção de Saúde (IS);
b) Teste de Aptidão Física (TAF);
c) Verificação de Dados Biográficos (VDB) (Fases preliminar e final);
d) Verificação de Documentos (VD); 
e) Avaliação Psicológica (AP); e
f) Período de Adaptação e Curso de Formação (eliminatório e classificatório).
 
Primeira fase: prova objetiva com 20 questões de Matemática e 20 de Física;
Segunda fase:  prova objetiva com 20 questões de Português, 20 de Inglês e Redação.
 
Regime: Semi-internato.
Duração: Cinco anos.
 
A Escola Naval é a instituição de ensino superior da Marinha do Brasil, sendo a mais antiga do país, com o objetivo de formar oficiais para os postos iniciais das carreiras dos Corpos da Armada (CA), Fuzileiros Navais (CFN) e Intendentes da Marinha (CIM).
 
O Curso de Formação: 
 
Após a aprovação nas Provas Objetivas, Redação e considerado apto na Inspeção de Saúde e no Teste de Aptidão Física, os aprovados dentro do número de vagas são chamados para apresentação na Escola Naval para o início do Período de Adaptação, que tem caráter eliminatório e duração de cerca de três semanas. O objetivo dessa etapa é adaptar e preparar os futuros alunos para as atividades acadêmicas e administrativas a serem desenvolvidas durante o Ciclo Escolar. Nessa fase, ocorrem a Verificação  de  Documentos, realização  da  Avaliação  Psicológica  e preenchimento do Questionário Biográfico Simplificado, que é a fase final da Verificação de Dados Biográficos.
 
A Escola Naval tem um Ciclo Escolar de quatro anos e um Ciclo Pós-Escolar de um ano, totalizando então cinco anos de formação.
 
Nos quatro primeiros anos, os alunos são aspirantes ao oficialato e ficam na instituição em regime de semi-internato, estudando de segunda a sexta, sendo liberados no final de semana. Ao final do Ciclo Escolar, prossegue-se a formação dos jovens, com o Ciclo Pós-Escolar, quando os Aspirantes passam à função de Guarda-Marinha. Esse Ciclo é ministrado fundamentalmente para o ensino profissional, com destaque para a aprendizagem prática e de instrução, conduzida em várias organizações militares e a bordo do Navio-Escola Brasil. Na viagem de instrução, toda teoria estudada ao longo dos anos é colocada em prática. Ao mesmo tempo, os aspirantes têm a chance de sentir a cultura geral do futuro Oficial conforme os Guardas-Marinhas conhecem vários países.
 
Plano de Carreira:
A carreira de oficiais na Marinha compreende os seguintes postos: Segundo-Tenente, Primeiro-Tenente, Capitão-Tenente, Capitão de Corveta, Capitão de Fragata, Capitão de Mar e Guerra, Contra-Almirante, Vice-Almirante e Almirante de Esquadra.
 
Os oficiais de carreira são distribuídos por Corpos; dentro de um mesmo Corpo, por Quadros e, dentro de um mesmo Quadro, pelas respectivas escalas hierárquicas.
 
Os alunos que se formam na Escola Naval terão três Quadros para escolherem fazer parte: Quadro de Oficiais da Armada, Quadro de Oficiais Fuzileiros Navais, podendo chegar a Almirante de Esquadra, e Quadro de Oficiais Intendentes da Marinha, chegando a Vice-Almirante. As  aspirantes do sexo feminino vão obrigatoriamente para esse último quadro.
 
Benefícios Durante o Curso:
Bolsa-auxílio de cerca de R$1.100 mensais, curso totalmente gratuito, alojamento, alimentação, ajuda para aquisição de uniformes, assistência médico-hospitalar e alimentação.
 
Benefícios da Carreira Naval:
Perspectiva de crescimento profissional ao longo da carreira; 
Bom ambiente de trabalho;
Plano  de  carreira  bem  definido,  com  possibilidade de  ascensão  contínua  com  aumento  de salários proporcionais; 
Estabilidade;
Ingresso sem exigência de experiência anterior;
Salário inicial compatível com o mercado;
Salários indiretos e benefícios, tais como:
Transferências remuneradas;
Possibilidade de moradia quando fora da cidade do Rio de Janeiro;
Assistência   médico-hospitalar   para   si   e   para   seus   dependentes   em   instalações exclusivas da Marinha;
Instalações    sociorrecreativas    para    si    e    seus    dependentes, mediante pequena mensalidade;
Ajuda para aquisição de uniformes; 
Alimentação;
Proventos semelhantes aos da ativa quando estiver na reserva.
Situação após o curso:
Após a viagem de instrução, o Guarda-Marinha é nomeado Segundo-Tenente.
 
 
 
Escola Preparatória de Cadetes do Exército - EsPCEx (Campinas)
 
Requisitos: Sexo masculino (400 vagas) ou feminino (40), de acordo com o edital abaixo.
Idade: no mínimo, 17 e, no máximo, 22 anos, completados até 31 de dezembro do ano da
matrícula
Escolaridade: Nível Médio.
Inscrições: Normalmente em maio/junho.
Provas: Normalmente, em setembro/outubro.
 
Exames:
1º dia – módulo aplicado em um único período de tempo, sem intervalos, composto das provas de
Português (com 20 questões objetivas e peso 2), Redação (questão discursiva), Física (com 12 questões objetivas e peso 1) e Química (com 12 questões objetivas e peso 1).
2º dia – módulo aplicado num único período de tempo, sem intervalos, composto das provas de
Matemática (com 20 questões objetivas e peso 2), Geografia (com 12 questões objetivas e peso 1), História (com 12 questões objetivas e peso 1) e Inglês (com 12 questões objetivas
 
A prova de Redação terá apenas caráter eliminatório.
 
 
 
Os concluintes serão declarados Aspirantes a Oficial, sendo-lhes conferida, após a colação de grau, a
graduação de Bacharel em Ciências Militares.
 
 
 
Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante - EFOMM (CIAGA - Rio de Janeiro e CIABA - Belém)
Formação de Oficial de Máquinas da Marinha Mercante (FOMQ)
Formação de Oficial de Náutica da Marinha Mercante (FONT)
 
Inscrições: Normalmente, em maio/junho.
Provas: Normalmente, em agosto.
Duração: de 4 a 5 anos
Sexo: Ambos
Idade: Mínima de 17 anos e máxima de 23 anos em 01 de janeiro do ano da matrícula;
Disciplinas: Português, Inglês, Matemática, Física - contendo cada 20 questões objetivas do tipo múltipla escolha - e redação (somente eliminatória).
Escolaridade: Nível Médio.
 
 
Os Cursos são gratuitos, sendo oferecidas as seguintes facilidades ao aluno:
a) remuneração mensal durante o período em que estiver matriculado no NFORM, cujo valor está previsto em legislação, devido à condição de militar da ativa da MB;
b) auxílio financeiro durante o estágio embarcado, na condição de Praticante de Oficial, desde que não receba, simultaneamente, qualquer remuneração de caráter salarial proveniente de pessoa jurídica. O valor é estabelecido pela DPC, sendo atualmente de R$ 700,00 (setecentos reais) mensais.
c) alimentação e alojamento durante o período acadêmico e o estágio de instrução;
d) assistências médica, odontológica, psicológica, social e religiosa durante o período acadêmico e o estágio de instrução; e
e) andaina de uniformes. 
 
Os profissionais da Marinha Mercante, oficiais e subalternos, distribuídos em diversas categorias, exercem suas atividades, normalmente, a bordo de embarcações mercantes, ocupando posições de extrema responsabilidade.
 
O Oficial de Máquinas é responsável pela operação, manutenção e gerenciamento das máquinas, motores e equipamentos que compõem os diversos sistemas do navio. Começa sua atividade marítima como Oficial de Quarto de Máquinas, depois Subchefe de Máquinas e, posteriormente, Chefe de Máquinas, sendo que, nessa última função, é o responsável pelo gerenciamento das instalações de máquinas, inclusive daquelas que
movimentam os grandes navios mercantes pelos oceanos.
 
O Oficial de Náutica é responsável pela operação e gerenciamento dos equipamentos de convés, de navegação e de comunicações. Começa sua atividade marítima como Oficial de Quarto de Navegação, depois como Imediato e, após, como Comandante, sendo que, nessa última função, é o responsável maior pela condução de navios mercantes pelos mares do mundo. 
 

Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA (São José dos Campos-SP)

Curso de Engenharia Aeronáutica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica-Aeronáutica, Engenharia Civil-Aeronáutica, Engenharia da Computação e Engenharia Aeroespacial.
Inscrições: Normalmente, agosto/setembro
Exames: Normalmente, em dezembro.
Duração: 05 anos
Sexo: Ambos
Idade: Não completar 25 (vinte e cinco) anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula (Lei 12.464, de 5 de agosto de 2011)
Provas: Inglês, Matemática, Português, Física e Química
 
 
O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), localizado na cidade de São José dos Campos (SP), é um estabelecimento de ensino superior, sob a jurisdição do Comando da Aeronáutica , tendo por objetivos:
 
Ministrar a educação e o ensino necessário à formação de profissionais de nível superior, no campo da Engenharia, nas especialidades de Engenharia Aeronáutica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica- Aeronáutica, Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica (Civil) e Engenharia da Computação;
- Manter cursos de graduação, de extensão universitária e de pós-graduação nos níveis de mestrado e doutorado; e
 
- Promover, por meio da educação, do ensino e da pesquisa, o progresso da Ciência e da Tecnologia relacionadas com as atividades aeroespaciais.
 
- O ITA faz parte do Centro Técnico Aeroespacial (CTA), sendo um dos elementos essenciais para o desenvolvimento do Complexo Científico-Tecnológico Aeroespacial. O Instituto é responsável pela formação de engenheiros destinados ao Quadro de Oficiais Engenheiros da Aeronáutica (QOEng), assim como pela formação da Reserva Técnica da Aeronáutica, completando as necessidades de recursos humanos para o Setor Aeroespacial.
 
Especialidades
Engenharia Aeronáutica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica, Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica (Civil) e Engenharia de Computação.
 
Categoria de vagas
As vagas concernentes ao Concurso de Admissão ao ITA compreendem as seguintes categorias:
 
Vagas Privativas
Destinadas a candidatos civis de ambos os sexos, que fizerem opção pela carreira militar, mediante Termo de Compromisso firmado por ocasião da inscrição, com vistas à inclusão no Quadro de Oficiais Engenheiros da Aeronáutica (QOENG).
 
Existem, também, vagas privativas para ex-alunos da EPCAR e ex-cadetes da AFA, que preencherem as condições constantes na Portaria n.º 437/GM3/25 Jun 97.
 
Vagas Ordinárias
Destinadas a candidatos civis de ambos os sexos, que pretendem cursar o ITA como civis.
 
Bolsa de Estudos
O Comando da Aeronáutica concede bolsa de estudos, que inclui alimentação e atividades de ensino.
 
Mais informações: http://www.vestibular.ita.br/
 
 
Instituto Militar de Engenharia - IME (Rio de Janeiro)
Curso de Formação e Graduação de Oficiais da Ativa do Quadro de Engenheiros Militares
Inscrições: Normalmente, em junho/julho.
Exames: Normalmente, em outubro.
Duração: 05 anos
Sexo: Ambos
Idade: Ter no mínimo 16 (dezesseis) anos de idade, completados até 31 de dezembro do ano da matrícula no CFG do IME; e ter no máximo, 22 (vinte e dois) - ou 21, se for da reserva - anos de idade, completados até 31 de dezembro do ano da matrícula no CFG do IME.
Provas: Inglês, Matemática, Português, Física, Química e redação.
 
O Exame Intelectual será eliminatório e classificatório e será composto de duas fases:
I - A 1ª Fase constará de 1 (uma) prova objetiva de matemática, física e química, de caráter eliminatório, e que compreenderá 40 questões (15 de matemática, 15 de física e 10 de química),ocorrerá no dia 12 de outubro de 2017.
II A 2ª Fase constará de 3 (três) provas discursivas das matérias específicas (Matemática, Física e Química), e 2 (duas) provas mistas (com questões objetivas e/ou discursivas) de Português e de Inglês, eliminatórias e classificatórias com os respectivos pesos especificados nas IRCAM/IME. A redação terá caráter apenas eliminatório.
          
 
ESPECIALIDADES DE ENGENHARIA OFERECIDAS
Fortificação e Construção (Engenharia Civil), Eletrônica, Comunicações, Elétrica, Mecânica e de Armamento, Mecânica e de Automóveis, Materiais, Química, Cartográfica e Computação.
 
BENEFÍCIOS PARA OS ALUNOS DA ATIVA
Alimentação, assistência médica e odontológica, alojamento (para os que necessitarem) e ajuda de custo mensal.